Exercício militar é cancelado devido a crise na Ucrânia

Um exercício da Força Aérea americana envolvendo EUA, Canadá e Rússia foi cancelado por causa da intervenção militar russa na Ucrânia, informou o Comando de Defesa Aeroespacial Norte-americano (Norad, na sigla em inglês). O órgão é responsável por detectar e responder a ameaças aéreas nos EUA e no Canadá.

Estadão Conteúdo

11 de setembro de 2014 | 17h22

Desde 2007, o Norad e a Força Aérea da Federação Russa cooperam no exercício da "água vigilante". Geralmente, os exercícios acontecem próximos ao Alasca, em agosto ou setembro. A mais recente interação envolveu jatos de combate interceptando um avião de carreira com um falso passageiro sequestrado indo do espaço aéreo da Rússia para o do Alasca e vice-versa.

De acordo com Charles Marsh, porta-voz do Norad, os exercícios "forneceram uma oportunidade para Norad e Rússia cooperarem e coordenarem a resposta a uma ameaça mutuamente conhecida de rapto de avião".

Ele disse que o exercício deste ano foi suspenso pelo Departamento de Defesa dos EUA e pelo primeiro-ministro canadense Stephen Harper "devido à situação na Ucrânia". Segundo Marsh, o treinamento incluiria a Força de Defesa do Japão pela primeira vez.

No ano passado, as autoridades de defesa americanas viram o exercício como uma passo para melhorar relações militares e cooperar em um esforço que transcendesse a política. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
RússiaUcrâniaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.