Exercício simula ataque iraniano

O governo de Israel realizará no domingo a maior simulação de emergência da história de Israel, com exercícios que reproduzirão cinco dias de ataque inimigo com foguetes. A medida foi anunciada no momento em que cresce a preocupação de Israel com a ameaça nuclear iraniana. Em reunião com membros do partido conservador Likud, o premiê Binyamin Netanyahu disse ontem que caberá a Israel enfrentar o Irã. "Israel não é como os outros países. Enfrentamos desafios de segurança que nenhum outro enfrenta e nossa necessidade de dar uma resposta é crítica. Quem eliminará o perigo? Será nós ou ninguém."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.