Exército argelino mata 16 integrantes da Al Qaeda

O Exército argelino, em um contra-ataqueapós recentes atentados da Al Qaeda, matou 16 militantes pertoda fronteira com a Tunísia nos últimos dias três dias,informaram jornais neste sábado. Ao menos 13 militantes, integrantes da Al Qaeda, morreramna província de Tebessa, a cerca de 643 km a leste da capital,Argel. Em outra operação, o Exército matou três suspeitos deintegrar o mesmo grupo terrorista, perto de Affroun, naprovíncia de Brida. A operação ocorreu após os militares obterem informaçõessobre os terroristas junto a um extremista capturado, segundoos jornais. As autoridades do país não fizeram comentários sobre asações. A organização Al Qaeda na região islâmica do Magrebanunciou no mês passado que estava planejando uma campanhacontra "infiéis" e forças governamentais da região e instoumuçulmanos a ficarem distantes de possíveis alvos, segundocomunicado veiculado na Internet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.