Exército dá instruções emergenciais à população de Tel-Aviv

O Exército israelense deu instruções emergenciais à população que reside ao sul da cidade de Haifa, incluindo na região de Tel-Aviv, após o ataque da milícia xiita do Hezbollah na noite desta sexta-feira contra o "coração" do Estado judeu.O coronel Yehiel Kuperstein disse que "toda a população que reside entre Haifa e Tel-Aviv", formada por mais de um milhão de pessoas, "deve seguir as novas ordens do Exército".Os habitantes da região devem ficar próximos a abrigos especiais e atentos a alarmes, para que caso haja um novo ataque possam buscar refúgio em menos de um minuto. O grupo xiita Hezbollah confirmou nesta sexta-feira que disparou um míssil Khaibar-1 contra a cidade de Hadera, situada 85 quilômetros ao sul da fronteira e cerca de 35 quilômetros ao norte de Tel-Aviv.O foguete, que atingiu uma zona desabitada da cidade, não deixou vítimas ou danos materiais. Cinco pessoas foram levadas a hospitais devido ao pânico provocado pelo ataque, que foi precedido por um forte alarme que surpreendeu grande parte da população.Esta é a primeira vez desde 1991 que o "coração" de Israel fica sob ameaça de fogo inimigo. Naquele ano, o Iraque disparou contra Tel-Aviv e seus arredores cerca de 40 foguetes Scud.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.