Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Exército de Madagáscar toma palácio presidencial

Soldados tomaram ontem o palácio do presidente de Madagáscar, Marc Ravalomanana, e a sede do banco central na capital, Antananarivo, em uma demonstração de força, após o Exército manifestar apoio ao líder opositor, Andry Rajoelina. Ravalomanana, que estava na residência presidencial, a 10 km do centro da capital, prometeu lutar até a morte se os rebeldes tentarem tirá-lo do poder.Ravalomanana ofereceu ontem a realização de um referendo para que a população decida quem deve governar o país, mas Rajoelina rejeitou a oferta e pediu às forças de segurança que prendam o presidente.Um coronel do Exército disse que só havia recebido ordens para ocupar o palácio presidencial. O Exército de Madagáscar tradicionalmente mantém-se neutro durante confrontos políticos, mas desta vez está apoiando Rajoelina, que desde o início do ano vem liderando manifestações contra o governo. A repressão dos protestos deixou 135 mortos. A população está descontente com Ravalomanana, principalmente por causa do alto índice de pobreza na ilha do Oceano Índico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.