AP
AP

Exército de Taiwan resgata 350 pessoas após passagem de tufão

Mau tempo prejudica operação com helicópteros e há perigo de novos deslizamentos em regiões montanhosas

Efe

12 de agosto de 2009 | 04h53

O Exército de Taiwan, em uma operação especial com mais de 20 helicópteros, resgatou 350 pessoas de aldeias que ficaram incomunicáveis após a passagem do tufão Morakot, no distrito de Pingtung, informou o Governo local em comunicado nesta quarta-feira, 12.

 

As aldeias atingidas são Jiamu, Dawu, Ali e Yila, na comarca de Wutai, e Dewun, na região de Sandimen. Todas ficaram isoladas pelos danos em pontes e estradas que as uniam ao resto de Taiwan, devido às inundações e deslizamentos de terras provocados pelo tufão.

 

A região de Wutai tem população total de 600 pessoas e mais da metade já foi resgatada por helicópteros, segundo o governo local.

 

O mau tempo atrapalha as operações de resgate e há perigo de novos deslizamentos nas regiões montanhosas da ilha.

 

Os militares também estão tentando resgatar cerca de 700 sobreviventes localizados em aldeias do distrito de Kaohsiung, incluindo Siaolin, como informou o diretor de Assuntos Políticos do Comando Militar, Chou Iene-chung.

 

Entre os sobreviventes localizados estão 200 da aldeia de Siaolin, soterrada após um deslizamento de terra, e onde ainda não se sabe com exatidão o número de pessoas ainda vivas.

 

O Morakot causou em Taiwan a morte de pelo menos 62 pessoas e o desaparecimento de ao menos outras 57, segundo as últimas informações do Centro Nacional de Emergências.

 

Terremoto

 

Um terremoto de 5 graus na escala Richter, seguido de duas réplicas de 4,4 e 3,7 graus, abalou nesta quarta-feira o noroeste de Taiwan, sem deixar vítimas, informou o Serviço Meteorológico Central da ilha.

 

O terremoto acontece após a passagem do devastador tufão Morakot, que deixou pelo menos 63 mortos e 61 desaparecidos no sul da ilha.

 

Este ano, em 21 de setembro, se completa o décimo aniversário de um devastador terremoto de 7,3 graus de magnitude que matou mais de 2.400 mortos no centro da ilha.

 

Segundo as estatísticas do Centro de Sismologia, a ilha sofreu uma média anual de 21.295 tremores entre 1994 e 2008, mas apenas dois deles foram de magnitude superior a 7 graus na escala Richter.

 

Na primeira metade de 2009, Taiwan registrou 8.918 tremores, segundo o Centro de Sismologia.

Tudo o que sabemos sobre:
TaiwanMorakotterremotoresgate

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.