Exército detém suspeito de assassinar arcebispo

Um homem que dirige uma "escola" de assassinos de aluguel foi detido hoje pelo Exército colombiano em meio às investigações para capturar os assassinos do arcebispo de Cali, Isaías Duarte Cancino. O comandante da brigada militar em Cali, general Francisco Pedraza, informou que o homem detido está vinculado a um centro de treinamento de pistoleiros a serviço de organizações de criminosos comuns e narcotraficantes. Segundo o general Pedraza, o homem, identificado como John Jairo Maturana, portava várias armas leves no momento de sua prisão. O detido foi transferido para uma base militar em Cali, a 332 quilômetros sudoeste de Bogotá, onde permanecerá até que o promotor encarregado do caso resolva a situação. "Este é um homem muito perigoso, que dirigia uma escola de sicários no bairro de Aguablanca, em Cali", disse Pedraza, acrescentando que ele tem muitos antecedentes criminais - quatro ordens de captura por outros casos, entre eles tentativas de homicídio - e estava perto do lugar onde monsenhor Duarte foi assassinado. O general explicou que o suspeito estava escondido em outra zona de Cali "para não ser detido". Monsenhor Duarte, máxima autoridade da Igreja Católica em Cali, foi assassinado em 16 de março por dois pistoleiros no bairro de Aguablanca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.