Exército do Afeganistão precisará de ajuda após 2014

O Pentágono afirmou ao Congresso dos Estados Unidos que mesmo estando mais forte, o Exército do Afeganistão ainda precisará de formação e ajuda financeira mesmo depois de 2014, quando será concluída a missão dos Estados Unidos e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

AE, Agência Estado

30 de julho de 2013 | 20h16

Em um relatório para o Congresso, o Pentágono afirmou que é difícil avaliar se o Afeganistão pode manter a vantagem contra o Taleban após a saída das forças norte-americanas do país.

O argumento do Pentágono ocorre em meio à discussão sobre a relutância da Casa Branca em anunciar se todos os soldados norte-americanos permanecerão no Afeganistão depois de 2014 para ajudar as forças afegãs a lutar contra o Taleban.

Alguns funcionários da Casa Branca defendem a possibilidade de que as forças dos Estados Unidos não deveriam ficar, mas nenhuma decisão foi tomada. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
euapentágonoafeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.