Exército do Iêmen mata 3 militantes no sul, diz ministério

O Exército do Iêmen matou três homens armados suspeitos de serem militantes da Al Qaeda em confrontos na província de Abyan, no sul do país, informou o Ministério do Interior nesta sexta-feira.

REUTERS

26 de agosto de 2011 | 11h32

Militantes islâmicos, os quais o governo afirma que fazem parte de um braço da Al Qaeda no Iêmen, tomaram ao menos três cidades no sul do país nos últimos meses, incluindo a capital da província, enquanto os protestos contra o presidente Ali Abdullah Saleh continuam.

No começo da semana, 11 soldados do Iêmen e 39 supostos militantes islâmicos foram mortos em um dos piores ataques no sul desde que começaram, em janeiro, as agitações populares contra o governo de 33 anos de Saleh.

Saleh ainda está se recuperando na vizinha Arábia Saudita de uma tentativa de assassinato em junho, mas prometeu diversas vezes voltar para casa.

(Reportagem de Mohammed Mukhashaf)

Tudo o que sabemos sobre:
IEMENEXERCITOMORTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.