Exército do Iraque faz pequenos avanços em Bagdá

Tropas iraquianas confrontaram insurgentes islamitas em diversas áreas do norte de Bagdá neste sábado, no terceiro dia de conflitos entre as forças de segurança do Iraque e as milícias de oposição.

AE, Agência Estado

14 de junho de 2014 | 14h41

Com exceção de pequenos avanços dos militares iraquianos, o sábado foi mais calmo, com o governo trabalhando para recuperar as forças armadas que foram derrotas diversas vezes nos últimos dias por uma milícia sunita conhecida como Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL).

Os confrontos na cidade de Tikrit, cerca de 140 quilômetros ao norte de Bagdá, continuaram na medida em que jovens se juntavam às milícias xiitas para combater os insurgentes. Muitos deles respondiam a pedidos do primeiro-ministro xiita do país, Nouri al-Maliki, para que cidadãos ajudassem a repelir os extremistas.

A estratégia do governo de recrutar civis para lutar contra o EIIL revelou a falta de confiança no Exército do Iraque - financiado e treinado pelos EUA. Além disso, Maliki arrisca exacerbar tensões sectárias que podem levar o país de volta à guerra civil religiosa que quase rompeu o Iraque em 2005 e 2006.

Já na cidade de Mosul não houve novos confrontos e os extremistas continuam no controle da região. O norte de Tikrit, cidade do ex-presidente do Iraque Saddam Hussein, também continuou sob controle do EIIL. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Iraquexiitaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.