Exército dos EUA detém 11 supostos terroristas iraquianos

As tropas americanas prenderam 11 supostos dirigentes de um grupo ligado à rede terrorista Al Qaeda no norte e no oeste de Bagdá, de acordo com comunicado do Exército dos Estados Unidos emitido nesta quinta-feira. Segundo o comunicado, os 11 capturados fazem parte do grupo Ansar al-Sunna (seguidores da tradição muçulmana sunita) e foram detidos durante batidas realizadas nas últimas duas semanas nas cidades de Ramadi, Baquba, Tikrit, Qaem, Biyi e Bagdá. O Exército americano afirma que alguns dirigentes do Ansar al-Sunna se refugiam no Irã e responsabiliza o grupo de criar obstáculos para a reconstrução do Iraque. Além disso, o acusa de estar por trás de vários atentados suicidas, seqüestros, assassinatos e ataques com carros-bomba contra as tropas multinacionais e as forças de segurança iraquianas. O grupo sunita é uma das seis organizações radicais que formam, junto com a organização terrorista Al Qeda no Iraque, o Conselho Consultivo dos Mujahedin, que inclui ainda o Exército Islâmico e as Brigadas da Revolução dos Anos 20.

Agencia Estado,

30 Novembro 2006 | 09h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.