Exército e milícia se enfrentam em Trípoli

Combatentes milicianos entraram em confronto com tropas do Exército nacional líbio nas proximidades do aeroporto de Trípoli, deixando uma pessoa morta. A violência reflete as dificuldades enfrentadas pelos novos líderes líbios de impor sua autoridade sobre as milícias que derrubaram Muamar Kadafi.

AE, Agência Estado

11 de dezembro de 2011 | 15h30

O porta-voz do Exército, sargento Abdel-Razik el-Shibahy, disse que combatentes da cidade montanhosa de Zintan, no oeste, que controlam o aeroporto internacional de Trípoli, abriram fogo em duas ocasiões no sábado contra o comboio do general Khalifa Hifter, comandante do novo Exército nacional.

Shibahy acusou os milicianos de Zintan de tentar assassinar Hifter e afirmou que um dos guardas foi morto e quatro ficaram feridos no segundo ataque. Ele afirmou também que os combatentes de Zintan erroneamente acreditaram que os militares estavam chegando para atacar o aeroporto, controlado por eles desde a queda de Trípoli, em agosto.

"Os rebeldes de Zintan abriram fogo contra o comboio pela frente, esquerda e direita", disse ele. Eles acharam que o Exército queria tomar o aeroporto, mas não era nada disso."

Khaled el-Zintani, porta-voz dos combatentes de Zintan, negou que os homens tenham tentado matar Hifter e disse que a violência foi resultado da falha do Exército em notificá-los sobre a chegada do general.

Os combatentes de Zintan, que controlam vários postos de verificação na estrada que vai para o aeroporto, disse que o comboio de Hifter não parou num dos postos de segurança e passou direto, o que fez com que os milicianos disparassem. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Líbiaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.