Exército em alerta, Estrada pede manifestações

O Exército filipino entrou em alerta hoje, enquanto centenas de milhares de pessoas exigiam, em Manila, a libertação do ex-presidente Joseph Estrada e algumas exortavam um ataque contra o palácio presidencial, ocupado pela presidente Gloria Arroyo. Detido por seu suposto envolvimento em um escândalo decorrupção, Estrada exortou seus seguidores a estender asmanifestações às províncias, mas advertiu que elas devem serpacíficas. Na capital Manila, pelo menos 37 pessoas ficaram feridas emexplosões de granadas num centro comercial. A polícia informou que as granadas foram jogadas por ladrõesque haviam acabado de roubar uma joalheria no centro comercialKalookan City. Os ladrões conseguiram escapar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.