Exército envia nova tropa para o Timor Leste

O Exército brasileiro enviou neste domingo uma tropa de 71 homens para o Timor Leste. Os soldados integram o 1º Batalhão do Exército, no Rio de Janeiro, e vão reforçar durante seis meses o policiamento no Timor. A solenidade de despedida, na Base Aérea do Galeão, na Ilha do Governador (zona norte), foi marcada pelas lágrimas de alguns familiares."Nosso principal desafio nessa missão é a saudade da família", afirmou o capitão Luciano Correa, um dos líderes da tropa. Segundo ele, os soldados vão enfrentar uma situação de "relativa tranquilidade" na missão. A ansiedade é reduzida, afirma, porque não houve incidentes graves nas três missões já enviadas pelo Brasil anteriormente ao Timor Leste e que partiram com intervalo de seis meses, do Rio Grande do Sul, São Paulo e Brasília.Os soldados que embarcaram neste domingo têm entre 20 e 30 anos e foram escolhidos entre os 500 homens que integram o 1º Batalhão. A maior parte se apresentou voluntariamente para a missão, que conta pontos na carreira e eleva os salários. O Exército não informou quantos pontos serão ganhos ou os benefícios salariais.O auxílio do governo brasileiro ao Timor foi solicitado pelo presidente daquele país, Xanana Gusmão. Quando a tropa enviada hoje retornar ao País, ao final dos próximos seis meses, um novo grupo de soldados deverá integrar uma nova missão, que vai partir de Recife (PE).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.