Exército israelense bombardeia alvos na Faixa de Gaza

De acordo com os militares, é uma 'resposta a foguetes e fogo de morteiro lançados' na região sul de Negev

Efe,

26 de julho de 2010 | 06h24

JERUSALÉM - O exército israelense bombardeou nesta madrugada vários alvos no norte e no sul da Faixa de Gaza, sem que por enquanto tenha se informado sobre mortos ou feridos.

"A Força Aérea de Israel disparou nesta noite contra uma fábrica de armas no norte da Faixa de Gaza e túneis de contrabando no sul", assinala um comunicado militar.

Os ataques são, segundo a nota, "em resposta a foguetes e fogo de morteiro lançados contra as comunidades do sul de Negev no fim de semana passado", que também não deixaram vítimas.

Segundo dados do Exército, neste ano, milícias palestinas que atuam em Gaza lançaram mais de 100 foguetes e bombas contra o território israelense. Israel atribui esses ataques ao movimento islâmico Hamas, que governa a faixa.

Na semana passada, Israel anunciou que havia testado com sucesso seu novo sistema antimísseis, que espera iniciar no ano que vem.

O dispositivo intercepta no ar foguetes que se dirigem a seu território. Esses foguetes geralmente são os Qassam, com cerca de dez quilômetros de alcance e capacidade para um quilo de explosivos, e os Grad, de 122 milímetros e com alcance de 20 a 30 quilômetros.

Segundo o Ministério da Defesa, o sistema protegerá 95% dos habitantes das cidades vizinhas à Faixa de Gaza, mas o escudo também pretende neutralizar possíveis ataques com foguetes procedentes de outros países, como Síria e Irã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.