Mahmoud Zayyat/AFP
Mahmoud Zayyat/AFP

Exército israelense diz que três foguetes foram disparados da Síria contra Israel 

Anteriormente, na fronteira entre Líbano e Israel, um membro do Hezbollah morreu após ter sido atingido por disparos do Exército israelense em um protesto em Metula

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de maio de 2021 | 18h25

JERUSALÉM - O Exército israelense informou que três foguetes foram disparados da Síria contra Israel nesta sexta-feira, 14. Um dos projéteis caiu em território sírio e dois outros em áreas desabitadas no norte de Israel, de acordo com a mesma fonte.

Anteriormente, na fronteira entre Líbano e Israel, um membro do Hezbollah libanês, um movimento aliado da Síria, morreu após ter sido atingido por disparos do Exército israelense durante um protesto na cidade israelense de Metula.

Os manifestantes haviam convocado o ato para expressar solidariedade aos palestinos na Faixa de Gaza e tentaram invadir Metula, mas o Exército disparou e jogou projéteis contra o grupo. Outro libanês também ficou ferido no incidente, segundo a Agência Nacional de Informações (ANI).

O poderoso grupo xiita Hezbollah confirmou a morte do jovem libanês e diz que ele foi morto por tiros israelenses ao longo da fronteira entre o Líbano e Israel.  Ele foi identificado como Mohammad Tahhan, de 21 anos.

Jovens palestinos e libaneses se reuniram na área de fronteira como parte de uma manifestação contra a campanha militar israelense em Gaza. Um pequeno grupo mais tarde violou a cerca e cruzou a fronteira com Israel.

Para Entender

As origens do conflito entre israelenses e palestinos

Conheça um pouco sobre a história do conflito entre israelenses e palestinos, cujo novo capítulo de confronto já deixou mortos de ambos os lados

Os militares israelenses disseram que as tropas dispararam tiros de advertência contra o grupo depois que sabotaram a cerca. Como uma dúzia de manifestantes ainda permanecia perto da cerca, os militares dispararam gás lacrimogêneo. 

O presidente libanês, Michel Aoun, condenou fortemente o que chamou de crime cometido pelas forças israelenses.

Na quinta-feira, três foguetes foram disparados contra Israel de uma área próxima do campo de refugiados palestinos de Rashidiyé, no sul do Líbano, segundo uma fonte militar libanesa. Os foguetes caíram no Mar Mediterrâneo. Uma fonte próxima ao Hezbollah, inimigo de Israel, indicou que o movimento armado não estava envolvido nos disparos./AFP e AP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.