Exército israelense expulsa 15 palestinos da Cisjordânia

As Forças Armadas de Israel ordenaram a expulsão de 15 presos palestinos da Cisjordânia, enviando-os para a Faixa de Gaza, numa ação que grupos de defesa dos direitos humanos denunciam como violação da lei internacional. Os militares dizem que a expulsão é a única maneira de garantir que os 15 não voltarão a cometer atos terroristas. Segundo Israel, os deportados são militantes do Hamas e da Jihad Islâmica.Nenhum tem ?sangue nas mãos?, segundo o comunicado do Exército, mas todos foram cúmplices em atos de violência. Os 15 vinham sendo mantidos em prisões militares sem direito a julgamento, um procedimento chamado de prisão administrativa. Eles não poderiam ser julgados, diz o Exército, sem comprometer fontes de espionagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.