Exército israelense "limpa" QG de Arafat antes da chegada de Powell

O Exército israelense "limpou" neste sábado os arredores do quartel-general do líder palestino Yasser Arafat, em Ramallah, na véspera da visita do secretário de Estado americano, Colin Powell. Entre outras coisas, as escavadeiras israelenses removeram, por motivos de segurança, restos de automóveis que haviam sido destruídos pelos tanques.Também neste sábado, a Suprema Corte israelense ordenou ao Exército que suspenda o enterro de palestinos mortos no campo de refugiados de Jenin, na Cisjordânia, após a denúncia da existência de centenas de vítimas entre mortos e feridos.Diante das denúncias sobre fossas comuns - o acesso ao campo está fechado pelo Exército aos civis comuns e à imprensa - o máximo tribunal israelense acatou o recurso impetrado por dois deputados árabes israelenses com o apoio de organizações de direitos humanos.O presidente da Corte, Aharon Barak, emitiu a ordem temporária de suspensão, acolhendo o pedido do advogado Jamil Dakaur em nome da associação de assistência jurídica "Adala", informou a rádio estatal israelense.O pedido foi motivado pela intenção do Exército de sepultar os cadáveres dos palestinos em um cemitério especial no Vale do Jordão, reservado aos caídos em combates com tropas inimigas e considerado "zona militar fechada".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.