Exército israelense mata dois palestinos em Jenin

Dois palestinos morreram na manhã desta sexta-feira durante um tiroteio com o Exército israelense em Jenin, ao norte da Cisjordânia. Kamel Silawi, de 25 anos, era membro das Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa, grupo ligado ao movimento Fatah do presidente da Autoridade Palestina Yasser Arafat, e Samir Kandil, de 30 anos, trabalhava no serviço de segurança palestino.Israel também atacou uma fábrica de metais na Faixa de Gaza, aparentemente em retaliação ao ataque palestino que destruiu um tanque israelense e matou dois soldados nesta quinta-feira. O Exército israelense disse que a fundição foi bombardeada ?porque era usada por organizações terroristas para fabricar munição?. O dono da fábrica negou as acusações e afirmou que seus empregados fabricam peças para geradores elétricos. Testemunhas disseram que os helicópteros israelenses lançaram três mísseis. Ninguém ficou ferido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.