Exército israelense mata militante da Jihad Islâmica

Tropas israelenses mataram nesta terça-feira um palestino ligado ao grupo extremista Jihad Islâmica na cidade de Dura, na Cisjordânia, durante uma operação militar. O homem tentou sair de um prédio cercado pelo exército de Israel se misturando aos moradores, mas foi visto armado e com colete à prova de balas. Ele foi alvejado por não atender à ordem de parar, dada pelos militares. Dois outros palestinos continuaram no prédio. Segundo o exército, eles pertencem ao Hamas e à Jihad Islâmica. O homem morto foi identificado como Majed Abu Dosh, uma das figuras mais importantes da Jihad Islâmica nas redondezas de Dura. O exército de Israel acusa Dosh de ter participado dos ataques suicidas da semana passada em que 15 pessoas morreram em Tel Aviv e Jerusalém. O edifício residencial, de dois andares, foi destruído pelos armamentos israelenses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.