Exército israelense mata palestino que tentava invadir colônia judia

Porta-voz militar não confirma a informação e diz que está sendo feita uma investigação sobre a invasão

Efe,

22 de julho de 2010 | 06h01

JERUSALÉM - Soldados do Exército israelense mataram um palestino que tentava entrar em uma colônia judia no território palestino ocupado da Cisjordânia nesta quinta-feira, 22, informam fontes militares.

"Durante a noite, uma força do Exército identificou dois palestinos que tentavam entrar em território da comunidade israelense de Barkan. Os soldados suspeitaram que um deles podia estar armado e abriram fogo", informa um porta-voz militar, que acrescentou que "um deles morreu, outro escapou".

Segundo o serviço de notícias Ynet, não foi encontrada nenhuma arma no local, mas o porta-voz militar não confirmou essa informação, e se limitou a assinalar que "o fato ainda está sendo investigado".

Segundo o porta-voz, o exército instalou um posto de vigilância na zona devido "às numerosas tentativas de palestinos de se infiltrarem" no assentamento de Barkan, situado ao norte da Cisjordânia, nas últimas semanas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.