Exército iugoslavo desmente plano de assassinar Blair

As Forças Armadas iugoslavas desmentiram hoje versões sobre um suposto plano de Slobodan Milosevic para assassinar o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, em maio de 1999. A informação foi publicada pelo Sunday Times, a edição dominical do jornal londrino The Times.O diário publicou o testemunho de dois jornalistas sérvios que estavam escrevendo um livro sobre os anos de poder de Milosevic e que entrevistaram o chefe de Estado-Maior Nebojsa Pavcovic, segundo o qual, recebeu das "máximas autoridades" a ordem de derrubar o helicóptero no qual viajava Blair, mas recusou-se a obedecer.Em maio de 1999, o premier britânico e sua mulher, Cherie, visitavam um campo de refugiados mecedônios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.