Exército mata 23 rebeldes na Colômbia

Pelo menos 23 guerrilheiros e paramilitares morreram neste sábado em intensos combates com forças militares colombianas. Os confrontos mais intensos aconteceram na região de Meta, no centro do país, onde soldados mataram 15 membros do Bloco Centauros, uma facção do principal grupo paramilitar da Colômbia, as Forças Unidas de Auto-Defesa. As tropas do exército também mataram outros oito guerrilheiros e capturaram 11 em diversos pontos do país.Mais de 130 mil homens do exército foram escalados para fazer a segurança da Colômbia na Semana Santa. Apesar do aumento do efetivo, cinco pessoas foram seqüestradas durante o feriado por guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e por um grupo das Forças Unidas de Auto-Defesa. A assessoria de imprensa do exército reportou também uma onda de atentados a dinamite na região de Arauca, onde guerrilheiros das Farc tentaram atingir unidades militares e policiais, além de torres de energia. Ainda segundo a assessoria do exército, foram desativados dois morteiros de 81 mm, 30 minas, cinco bolas de futebol carregadas de explosivos, cinco cilindros-bomba e duas plataformas de lançamento. Em uma casa de Palma, a 80 km de Bogotá, foram encontrados mais de 150 kg de explosivos e um campo minado que seria desativado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.