Exército mata ao menos 76 rebeldes e fere mais 150 no Iêmen

Segundo governo, xiitas tentaram se infiltrar em posições militares nas províncias de Saada e Omran

Efe,

22 de setembro de 2009 | 12h38

Pelo menos 76 rebeldes xiitas morreram e outros 150 ficaram feridos nesta terça-feira, 22, em confrontos travados com militares no noroeste do Iêmen, informaram fontes do governo.

 

Segundo informações obtidas junto ao Ministério da Defesa, os combates explodiram depois que os insurgentes tentaram se infiltrar em posições militares nas províncias de Saada e Omran. Desde 11 de agosto, quando lançou uma ofensiva no norte do país, o Exército iemenita combate rebeldes huties de uma seita xiita.

 

As mortes foram registradas nas regiões de Al Malahiz e Manbah, na província de Saada, que faz fronteira com a Arábia Saudita, e em Harf Sufian, na vizinha província de Omran.

 

Segundo o Ministério da Defesa, o Exército apenas respondeu aos ataques dos insurgentes, classificados como uma "ação suicida desesperada". Durante os confrontos, as tropas iemenitas também destruíram grandes quantidades de armas.

 

Segundo outras fontes militares citadas pela agência oficial Saba, os rebeldes colocaram minas em estradas e pontes, assim como no aeroporto de Saada, a capital da província de mesmo nome.

Tudo o que sabemos sobre:
Iêmenxiitaconflito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.