Exército mata pelo menos seis palestinos, em Gaza

Tropas israelenses entraram em combate com militantes palestinos na cidade de Beit Hanoun, na Faixa de Gaza, nesta quinta-feira. Pelo menos seis palestinos foram mortos, entre eles dois integrantes das Brigadas de Mártires Al-Aksa e um militante associado ao Movimento Fatah, do dirigente palestino Yasser Arafat. Um soldado ficou gravemente ferido. O exército atua há dez dias no município, em esforços para evitar que palestinos disparem morteros caseiros contra a população israelense. Neste último enfrentamento, franco-atiradores dispararam contra todos os homens armados e qualquer outro palestino suspeito, enquanto soldados em um helicóptero atiravam com metralhadoras ocasionalmente. Escavadoras blindadas destruíram todas as edificações do local. O exército chegou à Beit Hanoun na semana passada, depois que militantes lançaram morteiros contra o povoado israelense Sderot, matando duas pessoas. Foram as primeiras mortes causadas por foguetes palestinos desde que o conflito começou, há cerca de quatro anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.