Exército metralha e mata 27 guerrilheiros das Farc

Vinte e sete guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) morreram nesta quinta-feira, metralhados por soldados que eram transportados por um helicóptero militar, em uma nova jornada de violência na Colômbia.Em resposta, o grupo guerrilheiro anunciou que isolará o Estado de Arauca. De acordo com um comunicado das Farc, a partir da zero hora desta sexta-feira "e por tempo indeterminado" não será permitida a circulação de nenhum veículo pelas estradas, nem tampouco o ingresso de aviões em Arauca, Estado fronteiriço com a Venezuela.Simultaneamente, os guerrilheiros atacaram o principal oleoduto do país, no km 75, que transporta petróleo de exportação do leste para o litoral norte do país.A chamada "greve armada" em Arauca foi ordenada por uma das principais frentes das Farc em um momento em que a cúpula da maior organização insurgente da Colômbia estuda um eventual acordo com o governo para um cessar-fogo durante um período de seis meses.Segundo a Força Aérea Colombiana, os 27 insurgentes foram metralhados e mortos na cidade de Briceño, no Estado de Antioquia, depois de seqüestrarem três pecuaristas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.