Exército mexicano anuncia morte de chefe local dos Zetas

Carlos Alberto Fernández foi abatido na última sexta-feira junto com três dos cúmplices

Efe,

17 de julho de 2012 | 15h09

MÉXICO - Soldados do Exército mexicano mataram durante um enfrentamento Carlos Alberto Fernández Hernández, o "Doble K", identificado como chefe da organização criminosa Los Zetas em Ciudad Victoria, no estado de Tamaulipas, informou nesta segunda-feira, 17, a Secretaria da Defesa Nacional (Sedena).

A dependência federal indicou em comunicado que Fernández foi abatido na última sexta-feira junto com três de seus cúmplices.

A Sedena precisou que em 13 de julho, ao promover reconhecimentos terrestres em Ciudad Victoria, "pessoal do Exército mexicano que se encontra em apoio à função de segurança pública em Tamaulipas foi objeto de uma agressão armada por integrantes do crime organizado".

O texto acrescentou que, "em defesa de sua integridade física e da cidadania", o pessoal militar repeliu a agressão, originando um enfrentamento "no qual faleceram quatro agressores".

De acordo com a Sedena, Fernández seria o ajudante pessoal do líder dos Zetas, Heriberto Lazcano, para quem coordenava a aquisição de casas e veículos, além de recrutar novos membros para a gangue.

O documento informa que "Doble K" estava há apenas quatro meses no cargo em Ciudad Victoria, onde se envolvia em crimes como venda de drogas, sequestros, roubo de combustível e extorsões a empresários e comerciantes.

Ele também teria sido um dos participantes, junto a Gregorio Villanueva Salas, apelidado de o "Czar da Pirataria", dos ataques com explosivos ocorridos em maio e junho contra instalações da imprensa, escolas e comércios do município de Matamoros, também em Tamaulipas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.