AFP PHOTO
AFP PHOTO

Exército nigeriano diz que ajudou a resgatar mil reféns do Boko Haram

Segundo o general Texas Chukwu, o resgate ocorreu em meio a uma operação conjunta com soldados de países vizinhos

O Estado de S.Paulo

07 Maio 2018 | 23h29

LAGOS -  O Exército nigeriano disse nesta segunda-feira que ajudou a resgatar mais de mil pessoas em quatro vilarejos que estavam sendo mantidas no cativeiro por militantes do grupo Boko Haram no Estado de Borno, noroeste do país.

O general Texas Chukwu disse que a maioria dos resgatados é de mulheres e crianças, mas também foram libertados alguns homens que foram forçados a combater pelo grupo. Ele não revelou quando o resgate ocorreu, mas disse que foi uma operação conjunta com soldados de países vizinhos que integram a Força-Tarefa Multinacional.

Desde dezembro de 2015 o governo vem dizendo que os militantes foram derrotados. Mas o grupo, que sequestrou milhares de pessoas desde que iniciou sua luta armada pela criação de um Estado islâmico no noroeste do país, em 2009, tem realizado vários ataques nos últimos meses.

O presidente Muhammadu Buhari, que assumiu o poder em maio de 2015, prometeu encerrar a insurgência do Boko Haram e disse que sua prioridade era melhorar a segurança no país mais populoso da África.

Apesar dos esforços do Exército nigeriano, muitas vítimas, incluindo algumas das meninas sequestradas em 2014 em uma escola na cidade de Chibok, continuam desaparecidas. / REUTERS e AP

 

Mais conteúdo sobre:
África [continente] sequestro Boko Haram

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.