Exército sírio continua firme, apesar de deserções

Funcionários do governo norte-americanas afirmaram que o Exército sírio continua leal, apesar das últimas deserções. Por outro lado, a oposição permanece fragmentada e incapaz de atacar como uma força unificada, o que indica que o conflito deve continuar por um longo tempo.

AE, Agência Estado

26 de junho de 2012 | 20h26

O regime sírio mantém a lealdade das tropas com a manutenção do pagamento dos salários, mesmo que falte comida e combustível no restante do país, segundo funcionários de inteligência, que falaram em condição de anonimato nesta terça-feira.

O governo de Bashar Assad também usou milícias para atacar bairros sunitas em vez de envolver seu Exército, majoritariamente sunita. Segundo as fontes, a oposição aprendeu a usar táticas de guerrilha, mas ainda está muito desorganizada para tomar territórios. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriamilitaresdeserções

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.