Exército sírio diz estar preparado para reagir a ataque

O primeiro-ministro da Síria, Wael al-Halqi, declarou ontem que o Exército sírio "está mobilizado" e "tem o dedo no gatilho" para reagir a um ataque dos Estados Unidos e aliados. Em um comunicado enviado à TV estatal, o premiê acrescentou que "o Exército está pronto para enfrentar a todos os desafios e ações". Depois que os últimos inspetores da ONU saíram da Síria ontem pela manhã, as autoridades sírias asseguraram que se preparam para suportar e reagir aos ataque aéreos.

O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2013 | 02h06

Um funcionário de alto escalão do serviço de segurança sírio disse à agência France Presse que a partir de agora a Síria espera "uma agressão a qualquer momento" e repetiu que seu país está pronto para responder. "Esta agressão (ocidental) não justificada não passará sem uma resposta", acrescentou.

O regime de Bashar Assad nega ter usado armas químicas contra a população civil e qualificou de "mentiras e fabricações" o relatório dos EUA sobre seu envolvimento no ataque que deixou 1.429 mortos em Damasco. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.