Exército sírio prepara ofensiva contra Alepo

O ataque ocorre dias depois da retomada de Quseir, que contou com o auxílio do Hezbollah

O Estado de S. Paulo,

09 de junho de 2013 | 19h14

O Exército sírio preparava neste domingo, 9,  uma ofensiva contra Alepo, uma das principais cidades do país controladas pelos rebeldes que lutam contra o regime de Bashar Assad. O ataque ocorre dias depois da retomada de Quseir, uma cidade estratégica na fronteira com o Líbano, que contou com o auxílio da milícia xiita libanesa Hezbollah.

"É provável que a batalha em Alepo comece nas próximas horas ou nos dias", disse à AFP um membro do serviço de segurança sírio. "Queremos recuperar as cidades e vilarejos ocupados pelos rebeldes."

Segundo a imprensa estatal síria, tropas já começaram a se deslocar para o norte do país, onde os rebeldes estão concentrados.

Em Beirute, tropas libanesas bloquearam ruas da capital do país, com tanques e arame farpado por várias horas neste domingo, depois que um manifestante acabou morto do lado de fora da embaixada do Irã, elevando as tensões já inflamadas pela guerra civil na vizinha Síria.

O homem foi morto durante confronto entre grupos islâmicos rivais, depois que milicianos do grupo Hezbollah, apoiado pelo Irã, abriram fogo contra manifestantes que se aglomeravam em frente à embaixada. Membros de vários grupos étnicos realizaram uma passeata no centro da cidade em protesto contra o apoio do Hezbollah a Assad.

Mais conteúdo sobre:
SíriaHezbollahLíbano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.