Exército sirio tenta fechar rota de rebeldes

O exército sírio entrou em conflito com rebeldes na região montanhosa ao leste do país, em um ofensiva para interromper uma rota de suprimentos do Líbano. Várias pessoas fugiram pelas fronteiras do conflito, segundo ativistas e oficiais.

Agência Estado

16 de novembro de 2013 | 19h16

O combate foi concentrado na acidentada região de Qalamoun, nos arredores das cidades de Qara, Rima e Nabak. Esperava-se que o confronto ocorresse uma vez que tropas do exército sírio e combatentes rebeldes reforçaram suas posições antes do inverno, quando a maior parte da área está coberta por neve.

O Observatório para Direitos Humanos da Síria, sediado em Londres, disse que o conflito fechou uma estrada que liga a capital Damasco a cidade central de Homs. Aviões do exército sírio atiraram nos arredores de Qara e das montanhas próximas. Segundo o observatório, o grupo militante Hezbollah desembarcou milhares de homens no lado libanês da fronteira em preparação para a batalha. O Hezbollah entrou no conflito desde o começo do ano, oferecendo apoio as forças do governo na província central de Homs e nos subúrbios de Damasco. As forças do governo, aparentemente, buscam retomar o controle de toda a fronteira do país. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Siriaconflitofronteira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.