Exército suspende ações para viagem de líder das Farc

O exército da Colômbia suspendeu as operações no sudoeste do país, informou neste sábado (6) uma fonte militar à France Presse (AFP), uma medida que os meios de comunicação dizem que objetiva permitir que o líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) Pablo Catatumbo deixe o país para participar de negociações de paz em Cuba.

Agência Estado

06 de abril de 2013 | 17h17

"Sim, as operações militares foram suspensas", afirmou um alto oficial militar. Ele não deu detalhes, mas confirmou que a interrupção foi ordenada por funcionários do governo.

As negociações realizadas em Havana desde novembro têm o intuito de encerrar o conflito armado que começou como uma revolta de camponeses contra a desigualdade de terra.

As conversas são as primeiras em mais de uma década destinadas a alcançar uma trégua negociada entre o governo de Bogotá e as Farc, que são o mais antigo e poderoso grupo rebelde na América do Sul, mas tem sofrido uma série de reveses militares nos últimos anos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.