Arquivo/AP
Arquivo/AP

Exilado na África do Sul, Aristide diz querer voltar ao Haiti

Segundo ex-presidente, o objetivo do retorno é trabalhar com a população em projetos educacionais

Efe

20 de janeiro de 2011 | 03h42

PORTO PRÍNCIPE - O ex-presidente do Haiti, Jean Bertrand Aristide, enviou nesta quarta-feira, 19, uma carta ao governo da África do Sul, onde está exilado desde 2004, na qual expressa o desejo de retornar ao seu país.

 

Veja também:

especialLinha do tempo: A História do Haiti

 

De acordo com o site Haiti Press Networkm, Aristide escreveu: "Mais uma vez, reitero que estou pronto para sair (para o Haiti) hoje, amanhã ou a qualquer momento." Aristide disse ainda que quer retornar ao Haiti por motivo de saúde.

 

A solicitação de Aristide acontece três dias depois da surpreendente chegada a Porto Príncipe do ex-ditador haitiano Jean-Claude Duvalier, após 25 anos de exílio na França.

 

Segundo Aristide, o objetivo do seu retorno ao Haiti é trabalhar com a população em projetos educacionais. "O objetivo é muito claro", expressou. "Trata-se de contribuir para servir" aos haitianos como "simples cidadão" na educação, acrescentou o ex-governante.

 

Aristide está exilado na África do Sul desde 2004, quando deixou o país em um avião da Força Aérea americana após protestos populares que tornariam sua derrubada iminente. Ele considerou os incidentes um golpe de Estado planejado pelos EUA e pela França. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.