Êxodo de iraquianos é o maior no Oriente Médio em anos

A Organização das Nações Unidas (ONU) diz que a fuga de iraquianos para o exterior ou para outras regiões de seu próprio país é a maior movimentação populacional de longo prazo verificada no Oriente Médio desde o deslocamento dos palestinos em 1948, quando o Estado de Israel foi criado.A Síria e a Jordânia são os destinos preferidos pelos iraquianos. Já o Líbano é o país mais procurado pelos palestinos.A guerra do ano passado entre Israel e o guerrilha xiita Hezbollah, somada à subseqüente crise política surgida no Líbano, também fizeram com que muitos libaneses abandonassem sua terra natal.Veja abaixo alguns dados sobre os movimentos migratórios no Oriente Médio:Iraque- Dos 26 milhões de iraquianos, 1,7 milhão fugiram de suas casas e continuam no país, enquanto até 2 milhões estão no exterior, calcula o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).- Apenas em 2006, quase 500 mil iraquianos fugiram para outras partes do país devido à violência étnica e sectária. O Acnur tenta achar lugar para os refugiados iraquianos registrados, mas, nos primeiros meses do ano passado, apenas 404 deles conseguiram ser recebidos oficialmente em outros países.Jordânia- Entre 500 mil e 1 milhão de iraquianos moram na Jordânia, que também abriga 1,8 milhão de refugiados palestinos registrados junto à Agência de Ajuda e Trabalho das Nações Unidas (UNRWA), e que fugiram em 1948 ou 1967. Cerca de 16% dos palestinos ainda moram em campos de refugiados. Sem contar os iraquianos, a Jordânia possui cerca de 5,5 milhões de habitantes, mais da metade deles de origem palestina.Síria- Algo entre 500 mil e 1 milhão de iraquianos buscaram abrigo na Síria, que é lar, atualmente, de 432 mil refugiados palestinos, 27% dos quais moram em campos de refugiados. A Síria possui uma população de 18,6 milhões de pessoas, sem contar os refugiados. Líbano- Até 40 mil iraquianos chegaram ao Líbano durante o atual conflito. No país já vivem 404 mil refugiados palestinos, dos quais 53% vivem em campos de refugiados. Há cerca de 4 milhões de libaneses no mundo, mas 25% deles viveriam fora de seu país de origem. Devido a uma longa tradição de migração, há comunidades libanesas no mundo todo, com destaque para o Brasil, o Canadá, os EUA, a Austrália e a França.Outros países- Entre 20 mil e 80 mil iraquianos fugiram para o Egito, 54 mil para o Irã e outros montantes para a Turquia e países do golfo Pérsico.Os dados apresentados acima foram fornecidos principalmente pelo Acnur e pela UNRWA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.