Exonerados funcionários mexicanos que deportaram compatriotas

Após um incidente no qual setecidadãos mexicanos oriundos do Estado de Chiapas, no sul doMéxico, foram deportados de seu próprio país, o Departamento deMigração exonerou dois funcionários responsáveis pela deportaçãode seus compatriotas. O incidente revelou a dificuldade encontrada pelo governolocal para lidar com a diversidade étnica do país. Muitoshabitantes de Chiapas têm sotaque e fisionomia parecidos comseus vizinhos guatemaltecos. A deportação também expôs os métodos dos funcionários dogoverno para confirmar a nacionalidade de uma pessoa: perguntassobre a história do país que nem mesmo o mexicano médio é capazde responder. Os dois funcionários trabalhavam no Estado fronteiriço deSonora, onde os quatro homens e três mulheres foram detidos eposteriormente deportados no início de fevereiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.