Expansão doméstica chinesa é estratégica

A expansão da demanda doméstica será a "base estratégica" dos esforços para o desenvolvimento econômico da China em 2013, informou a agência estatal de notícias Xinhua, citando uma declaração divulgada ao final da Conferência Central de Trabalho Econômico.

AE, Agência Estado

16 de dezembro de 2012 | 12h49

Segundo o documento, o governo deve se concentrar na melhora da qualidade da urbanização para impulsionar a demanda doméstica.

Com a participação de autoridades chinesas, a conferência é vista como a primeira reunião para definição de políticas da nova liderança na China, que chegou ao poder em novembro.

Liderado pelo chefe do Partido Comunista, Xi Jinping, o encontro ocorre em meio a um cenário de crescimento moderado no país. Enquanto a atividade industrial cresceu e a produção expandiu, as exportações ainda são afetadas pela crise na zona do euro e pela recuperação lenta dos Estados Unidos. Analistas projetam crescimento de 7,5% e inflação de 4% em 2013 no país asiático. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaeconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.