Explosão antecipada evita possível ataque em Cabul

Um pretenso homem-bomba morreu após o seu colete de explosivo detonar antes do previsto na manhã deste sábado (25) em Cabul, capital do Afeganistão. De acordo com o porta-voz da polícia local, os explosivos detonaram assim que o homem deixou sua casa, no sudeste da capital. Ninguém foi morto ou ferido, mas o acidente pode ter evitado uma explosão na cidade, que sofreu dois ataques suicidas em pouco mais de uma semana.

AE, Agência Estado

25 Maio 2013 | 13h50

O ataque falho aconteceu um dia após o grande ataque do Taleban à hospedaria da Organização Internacional para Migração (OIM) deixar ao menos dez mortos e quatro feridos. Um militante suicida explodiu um carro-bomba no local, que foi em seguida invadido por cinco homens fortemente armados.

Outra explosão no leste do país, na província de Ghazni, matou outras 12 pessoas em uma mesquita durante a noite de sexta-feira (24). As autoridades locais afirmam que explosivos transportados por supostos combatentes talibãs detonaram acidentalmente enquanto eles estavam parados próximo à mesquita.

Na última semana, outro carro-bomba atingiu um comboio militar dos EUA, matando dois soldados e quatro empreiteiros norte-americanos, além de nove civis afegãos.

Proteger grandes centros populacionais como a capital Cabul é um dos mais visíveis testes para a capacidade das forças de segurança afegãs, agora que forças de combate internacionais estão iniciando o processo de retirada de parte de suas tropas.

A maior parte da coalizão militar liderada pelos EUA vai deixar o país até o final de 2014, 12 anos depois do início da guerra contra o regime Taleban, que abriga a liderança da Al-Qaeda. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
explosãoCabul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.