Explosão atribuída às Farc destrói ferrovia que escoa produção de carvão

Um trecho da ferrovia que serve para o escoamento da produção da principal mina colombiana de carvão foi dinamitado ontem, em uma ação que o governo do presidente Juan Manuel Santos (foto) atribuiu às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), com as quais Bogotá pretende começar uma nova rodada de negociações de paz prevista para outubro em Oslo, na Noruega. A explosão ocorreu por volta de meia-noite de ontem e destruiu 10 metros da via férrea localizada no Departamento (Estado) de La Guajira, cerca de 770 quilômetros ao norte da capital colombiana. Dois vagões de uma composição que passava pelo local no momento do atentado foram danificados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.