Explosão causa morte de mais um soldado no Iraque

Explosões de bombas deixadas em acostamentos causaram a morte de um soldado americano e deixaram três agentes de segurança particular feridos no Iraque, em meio a ações rebeldes que persistem a poucas semanas da posse de um governo iraquiano provisório. Uma das bombas causou a morte de um soldado e deixou outros dois feridos em Iskandariya, cerca de 45 quilômetros ao sul de Bagdá, informou o Exército dos Estados Unidos. Em resposta, militares americanos abriram fogo contra suspeitos que fugiam do local.Uma segunda explosão de bomba em beira de estrada foi registrada em Mossul, no norte do Iraque, ferindo três funcionários de uma empresa privada de segurança com sede em Londres, informou um porta-voz americano. Os feridos foram socorridos em um hospital de campanha do Exército dos EUA situado na região. Não há detalhes disponíveis sobre o incidente. A empresa possui cerca de 1.100 funcionário no Iraque. A maior parte de seu quadro é composta por ex-soldados do Nepal e de Fiji.Os ataques contra agentes de segurança contratados por companhias privadas resultaram na morte de pelo menos oito ocidentais desde 18 de maio. Aparentemente, as ações têm como objetivo minar as atividades de reconstrução do Iraque, cuja segurança é feita em grande parte por companhias privadas.Em Bagdá, homens armados mataram Shahir Faiçal Shahir, um alto funcionário do Conselho Supremo para a Revolução Islâmica no Iraque, maior partido político xiita do país árabe, informou Haitham al-Hissaini, outro membro da agremiação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.