Explosão de bomba em trem mata 10 pessoas na Índia

Pelo menos 10 pessoas morreram e 50 ficaram feridas na explosão de uma bomba em um trem de passageiros que acabava de entrar na estação de Belakoba, no Estado de Bengala Ocidental, no nordeste da Índia. Citado pela agência PTI, o diretor de ferrovias Tushar Bhattarcharya afirmou que o número de mortes ainda pode aumentar, já que vários dos feridos se encontram em estado crítico. A explosão ocorreu por volta das 18h30 de segunda-feira (12 horas em Brasília). Segundo a rede NDTV, que citou fontes do serviço de segurança, os dois vagões atingidos eram usados por membros do Parlamento regional. O trem fazia o trajeto entre Haldibari e Siliguri no distrito de Jalpaiguri, em um trecho do território indiano que faz fronteira com Nepal, Butão e Bangladesh. As fontes consultadas pela imprensa apontam os grupos separatistas armados que atuam no nordeste da Índia como prováveis autores do atentado. O maior suspeito é a Organização para a Libertação de Kantapur (KLO, em inglês), que opera em Bengala Ocidental desde 1990, ligada à Frente Unida para a Libertação de Assan (Ulfa, em inglês). A Ulfa, que pegou em armas em 1979, é o principal grupo separatista das 25 organizações armadas mobilizadas em sete Estados do nordeste da Índia, cujo objetivo é conseguir a independência ou uma ampla autonomia para seus territórios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.