Explosão de bomba mata 14 paramilitares no Paquistão

Grupo separatista Frente de Libertação do Baluchistão reivindicou ataque

Efe,

12 de janeiro de 2012 | 08h14

ISLAMABAD - Quatorze membros do Corpo de Fronteiras morreram na explosão de um bomba na região do Baluchistão, no sudoeste do Paquistão, divulgou a imprensa local nesta quinta-feira, 12.

 
 
O ataque aconteceu na noite desta quarta-feira no distrito de Turbat, onde uma emboscada destruiu dois veículos desse corpo de segurança.

A autoria do atentado, que deixou ainda vários feridos, foi assumida pela Frente de Libertação do Baluchistão (BLF), que há décadas luta pela independência da região, na qual também atuam grupos talibãs.

É o ataque mais sangrento desse grupo separatista desde que 14 soldados foram mortos em outro atentado em 21 de novembro.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãobomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.