Explosão de bomba mata 2 pessoas e fere 12 no sul do Nepal

Artefato estava escondido em uma bolsa; organização armada 'O Exército de Terai' reivindica autoria do ataque

Agência Estado e Associated Press,

15 de junho de 2008 | 05h28

Pelo menos duas pessoas morreram na explosão de uma bomba colocada em uma estação de ônibus no sul do Nepal, informou neste domingo, 15, a agência Nepal News. A bomba, escondida em uma bolsa, explodiu na noite de sábado (horário local) quando passageiros esperavam por um ônibus, durante uma forte tempestade na cidade de Chandranigahapur, a cerca de 250 quilômetros ao sul da capital do país, Katmandu. Duas pessoas foram levadas para o hospital, mas não resistiram aos ferimentos. Outros 12 feridos, entre eles quatro crianças, receberam atendimento médico. A organização armada "O Exército de Terai" reivindicou a autoria do ataque. Pelo menos 90 pessoas morreram em violentos protestos de grupos étnicos minoritários desde o ano passado no sul do país. Durante a campanha eleitoral que precedeu os comícios de 10 de abril, alguns destes grupos tentaram um boicote com a colocação de bombas nos comícios dos principais partidos do país. Estas organizações exigem uma presença maior da população do sul do Nepal na Assembléia Constituinte, que proclamou a república no dia 28 de maio e colocou fim em 240 anos de monarquia.

Mais conteúdo sobre:
Nepalexplosãobomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.