AFP
AFP

Explosão de bomba nas Filipinas deixa 2 mortos e pelo menos 30 pessoas feridas

Artefato estava escondido na entrada do Southsea Mall; feridos foram transferidos para hospitais próximos da cidade de Cotabato, que tem aproximadamente 300 mil habitantes e está situada a 893 quilômetros de Manila

Redação, O Estado de S.Paulo

31 Dezembro 2018 | 08h18
Atualizado 31 Dezembro 2018 | 08h21

MANILA - Pelo menos 2 pessoas morreram e 32 ficaram feridas após a explosão de uma bomba na entrada de um shopping center da cidade de Cotabato, na ilha de Mindanao, no sul das Filipinas nesta segunda-feira, 31. A tragédia ocorreu no momento em que muitas pessoas ainda faziam compras de última hora para o ano novo.

O artefato estava escondida em uma caixa e explodiu em uma das entradas do Southsea Mall, indicaram fontes militares citadas pela emissora de televisão 'GMA'.

Os feridos foram transferidos para hospitais próximos da cidade de 300 mil habitantes e situada a 893 quilômetros de Manila.

Nenhum dos grupos armados, que atuam em Mindanao, reivindicou a autoria do atentado, mas as autoridades filipinas acreditam que a bomba foi detonada por um suspeito terrorista.

Vídeo feito pela TV local mostra os danos provocados pela explosão:

A lei marcial vigora em Mindanao desde 2017, quando o presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, decretou a medida depois que jihadistas locais e estrangeiros se levantaram em armas e com bandeiras do Estado Islâmico (EI) na cidade de Marawi.

A ocupação parcial de Marawi, liderada pelo grupo local Maute, durou de maio até agosto. / EFE e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.