Explosão de carro-bomba deixa cinco mortos no Iraque

Um carro-bomba matou hoje quatro peregrinos xiitas iranianos e um cidadão iraquiano que viajavam em um ônibus a noroeste de Bagdá, a capital do Iraque. Várias mulheres estão entre os nove feridos no ataque, disse um chefe da polícia iraquiana, o major Mohammed al-Karkhi, de Baquba.

AE, Agência Estado

16 de agosto de 2010 | 14h33

O atentado aconteceu pela manhã na localidade de Al-Muqdadiyah, a 20 quilômetros de Baquba, capital da província de Diyala, uma área de forte presença da Al-Qaeda e um santuário dos insurgentes sunitas, disse o major. Os peregrinos viajavam para as cidades sagradas xiitas de Najaf e Kerbala, ao sul de Diyala.

Embora a violência tenha se reduzido nos últimos anos, após o auge que aconteceu logo depois da invasão norte-americana de 2003, a província de Diyala, dividida entre sunitas e xiitas, ainda é alvo de ataques esporádicos.

No Iraque, a violência sectária já deixou mais de cem pessoas mortas até agora, o que aumentou os temores em Washington. A retirada das tropas norte-americanas de combate do Iraque deverá ocorrer até o dia 31. Funcionários do governo dos Estados Unidos, contudo, têm insistido que as autoridades iraquianas são capazes de controlar a situação.

O Iraque também enfrenta um impasse no poder político, após as eleições parlamentares de 7 de março não terem conseguido levar à formação de um novo governo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraquecarro-bombamortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.