Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Explosão de carro-bomba deixa oito feridos na Colômbia

A explosão de um carro-bomba em frente a uma emissora de rádio feriu oito pessoas nesta quinta-feira, 1, na cidade colombiana de Neiva. A prefeita Cielo González disse que a polícia investiga se seria ela o alvo do ataque.O carro-bomba explodiu pouco depois de ter sido retirado por um guincho da frente da emissora de rádio HJ Doble K, onde González concedia uma entrevista, segundo informações preliminares.Ainda não foi possível confirmar se a prefeita de Neiva estava na emissora no exato momento da explosão. A cidade situa-se 240 quilômetros a sudoeste de Bogotá, a capital colombiana.Até o momento, nenhum grupo reivindicou a autoria da explosão, mas a imprensa e a polícia locais especulam que o ataque seria obra das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).Imagens transmitidas pela emissora de televisão RCN mostraram um veículo em chamas, um ônibus parcialmente destruído, dois motociclistas caídos no chão, aparentemente feridos, e outros automóveis danificados pela explosão.Em entrevista à rádio Caracol, a prefeita informou que ainda esperava a confirmação policial de que seria ela o alvo do ataque. "Se for isso, um atentado contra mim, será terrível, pois estamos trabalhando para fazer as coisas direito", alegou González.Em três anos de mandato como prefeita de Neiva, ela já sofreu pelo menos três atentados, todos atribuídos a grupos guerrilheiros de esquerda ativos na região.Eliseo Motta, secretário do governo local, informou à Associated Press que "havia um carro suspeito estacionado em frente à emissora, onde aparentemente a prefeita concedia uma entrevista. A explosão ocorreu quando ele era retirado por um guincho". De acordo com Motta, oito pessoas ficaram feridas.A explosão ocorreu quando um ônibus repleto de passageiros passava pelo local. Diversos passageiros estão entre os feridos, disse o general Hipólito Herrera, chefe de operações da polícia nacional.Isabel Hernández, secretária de atenção a desastres de Neiva, disse que duas pessoas sofreram ferimentos considerados graves, sendo um senhor 61 anos com fraturas nas pernas e nos braços e um rapaz de 24 anos com lesões no rosto e no abdome.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.