Explosão de carro-bomba mata 100 pessoas em Peshawar

Atentado coincide com visita de Hillary Clinton ao país; ataque não foi assumido por nenhum grupo

BBC Brasil, BBC

28 de outubro de 2009 | 13h49

Pelo menos cem pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas nesta quarta-feira, 28, em uma grande explosão em um mercado em Peshawar, capital da província da Fronteira Noroeste no Paquistão.

 

Um carro-bomba explodiu no mercado na região de Peepal Mandi, em Peshawar, provocando vários incêndios que prejudicaram os trabalhos de resgate de vítimas.

 

Veja também:

video Vídeo da explosão do carro-bomba em Peshawar

 

Grande parte das vítimas são mulheres, já que a maioria das lojas e bazares no mercado é de produtos femininos. Um médico no hospital mais próximo ao local disse à agência de notícias AFP que 150 pessoas ficaram feridas.

 

Uma testemunha disse que vários prédios e uma mesquita ficaram danificados e que há pessoas soterradas nos escombros.

 

Taleban

 

O ataque coincide com uma visita da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, à capital paquistanesa, Islamabad, nesta quarta-feira, para discutir o crescente número de ataques taleban no país.

 

Nenhum grupo assumiu a autoria do ataque ainda, mas militantes do Taleban vêm realizando atentados semelhantes em mercados no Paquistão. Desde o começo do mês, mais de 200 pessoas já morreram em ataques taleban.

 

Alguns atentados foram realizados em resposta à ação do Exército paquistanês contra o Taleban na região do Waziristão do Sul, reduto dos militantes que faz fronteira com o Afeganistão. A segurança foi reforçada em todo o país nas últimas semanas, mas isso não tem impedido novos ataques.

Tudo o que sabemos sobre:
atentadocarro-bombaPaquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.