Explosão de carro-bomba mata 35 e fere 45 em Bagdá

Um carro-bomba lançado contra um café cheio de clientes em Bagdá na noite deste domingo matou 35 pessoas e deixou 45 feridos. Outras dez pessoas morreram em incidentes violentos em outros pontos do Iraque. O ataque com carro-bomba aconteceu no bairro predominantemente xiita de Amil; o alvo foi um café muito frequentado por jovens.

(AE-AP), Agência Estado

20 de outubro de 2013 | 16h46

Segundo um levantamento da Associated Press, 385 pessoas foram mortas em ataques no Iraque somente em outubro. A violência cresceu depois de o governo reprimir com violência um acampamento de protesto de muçulmanos sunitas na cidade de Hawijah, no norte do Iraque, em abril passado.

Também neste domingo, outro carro-bomba explodiu na casa de um oficial de polícia em uma aldeia ao norte de Bagdá, matando seu pai, um irmão e cinco sobrinhos; outras seis pessoas foram feridas na explosão, que aconteceu quando o oficial não estava em casa.

Na cidade de Rawah, 330 km a noroeste de Bagdá, a polícia impediu um ataque de cinco homens-bomba contra a sede do Conselho local. Os cinco terroristas vestiam uniformes da polícia, disse Muthana Ismail, chefe do comitê de segurança de Rawah. Segundo ele, policiais atiraram em dois dos atacantes; os demais explodiram a si mesmos do lado de fora do prédio. No confronto morreram dois policiais e um oficial e outras 20 pessoas ficaram feridas.

Funcionários de hospitais confirmaram o número de vítimas em todos os ataques.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEATAQUES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.