Explosão de carro-bomba mata ao menos 28 no Iraque

Atentado ocorreu em bairro xiita de Bagdá; autoridades dizem que mais de 61 ficaram feridos

Associated Press

27 de janeiro de 2012 | 07h22

BAGDÁ - As autoridades do Iraque informaram que ao menos 28 pessoas morreram nesta sexta-feira, 27, na explosão de um carro-bomba na zona sudeste de Bagdá, a capital do país, durante um funeral. De acordo com a polícia, mais de 61 pessoas também ficaram feridas no ataque. O número de vítimas foi confirmado por fontes ligadas a hospitais da cidade

 

A explosão ocorreu por volta das 11 horas locais (6 horas em Brasília) em Zafaraniyah, um bairro predominantemente xiita. Todas as autoridades falaram em condição de anonimato porque não estavam autorizadas a falar sobre o assunto. A maioria dos mortos são peregrinos xiitas e policiais. Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelo atentado.

 

Salam Hussein, comerciante de Zafaraniyah, disse que observava o funeral quando uma grande explosão estraçalhou as janelas de sua loja e feriu um de seus funcionários. Enquanto levava o empregado ao hospital, disse ter visto carros em chamas, sangue e partes de corpos no chão perto de onde a bomba foi detonada.

 

A violência voltou a fazer parte do cotidiano do Iraque desde que as tropas dos Estados Unidos, que mantinham uma presença de mais de oito anos no país, se retiraram, em dezembro. Mais de 200 pessoas morreram em ataques do tipo desde o começo do ano. Analistas temem que a falta de segurança volte a estimular a violência sectária na nação, que ainda não tem um governo sólido.

 

Desde a retirada militar dos Estados Unidos, muitos grupos militantes - principalmente a Al-Qaeda - realizaram ataques contra a minoria xiitas para prejudicar a confiança no governo, liderado por xiitas, e seus esforços para manter o país em segurança sem a ajuda dos americanos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.