Explosão de carro-bomba mata ao menos 30 na Síria

Homem teria detonado caminhão com 1,5 tonelada de explosivo e feriu outras dezenas de pessoas, segundo agência de notícias local

20 de outubro de 2013 | 11h13

A agência de notícias síria Sana informou que a explosão do carro-bomba em um posto do governo de Bashar Assad, próximo da cidade de Hama, no centro da Síria, deixou ao menos 30 mortos e feriu dezenas de pessoas, neste domingo, 20.

Segundo informações da agência, rebeldes sírios dirigiram um caminhão com 1,5 tonelada de explosivos até as proximidades da entrada da cidade. O Observatório Sírio para os Direitos Humanos afirmou que o ataque tem como objetivo atingir um ponto de controle do exército do país.

"Ao menos 31 pessoas, entre elas soldados do regime, morreram quando um homem detonou um caminhão cheio de explosivos em um posto de controle perto de uma empresa de veículos agrícolas na estrada entre Hama e Salamiyé", disse o órgão, de oposição ao governo sírio.

Ainda segundo o observatório, o número de mortes podem aumentar em razão da gravidade do estado de saúde dos feridos. O órgão informou ainda que entre os rebeldes há islamitas radicais, alguns deles vinculados ao Al Qaeda.

O conflito na Síria, que se prolonga há dois anos e meio, começou com seguidas manifestações que pediam o fim do regime do presidente Bashar Assad. Nos últimos meses, os combates se intensificaram no país. Nesse sábado, 19, um atentado perto de Damasco matou 16 soldados sírios e 15 rebeldes.

 

Com informações da AFP, Reuters e Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
síriaBashar Assad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.